Chocolate de verdade não engorda nem faz mal ao coração

O alimento dos deuses, ao ser traduzido do latim Theobroma cacao, o cacau pode ser encontrado em pó, pepitas ou em barra. Um dos ingredientes queridinhos da gastronomia, na Páscoa a versão ovo ganha às prateleiras e aguça o paladar, porém essa versão açucarada e gordurosa passa longe dos benefícios proporcionados pelo fruto do cacaueiro. O cacau mesmo, aquele encontrado no chocolate meio amargo (acima de 70%) ou amargo, é riquíssimo em diversos nutrientes, como antioxidantes, que protegem as células do corpo do envelhecimento precoce.  Estudos, de diversas partes do mundo, já comprovaram que a versão amarga do chocolate apresentou ainda outros benefícios, como melhora do humor e da memória, além de ajudar a reduzir em até 30% o risco de doenças cardiometabólicas, como hipertensão e diabetes e até acidente vascular (AVC). Confira os principais benefícios!  COMBATE AOS RADICAIS LIVRES – Por conter alto teor de flavonoides e intensa capacidade antioxidante, o consumo de cacau tem o poder de combater o envelhecimento precoce e a origem de várias doenças, como diabetes e distúrbios neurológicos. HUMOR E MEMÓRIA - O chocolate amargo (70% de cacau ou mais), quando consumido regularmente, é capaz potencializar a neuroplasticidade do sistema nervoso, aumentando as conexões cerebrais. Um outro estudo, liderado por cientistas italianos, descobriu que o cacau estimula o fluxo sanguíneo para partes fundamentais do cérebro, melhorando a memória e o tempo de atenção. Os benefícios estão associados à presença dos flavonoides, presentes no cacau. PROTEÇÃO CEREBRAL – Outro benefício do chocolate amargo está associado à epicatequina, substância que minimiza os danos às células causados pela falta de nutrientes e oxigênio durante um acidente vascular cerebral (AVC). PREVENÇÃO DE DOENÇAS ASSOCIADAS À OBESIDADE - O cacau ou o chocolate com concentração de 70% de cacau ajuda a combater a inflamação crônica causada pela obesidade, reduz os índices de triglicerídeos no fígado e insulina no sangue, responsável pelo surgimento de doenças como diabetes tipo 2 e esteatose hepática. Pesquisas também apontaram redução de danos nos vasos sanguíneos e a pressão arterial no fígado. SAÚDE DA PELE – Outros benefícios do cacau estão relacionados ao aumento no fluxo sanguíneo cutâneo, à proteção contra os danos causados pelos raios ultravioleta e à diminuição da rugosidade e descamação da pele. Gostou de entender melhor sobre o chocolate? Deixe seu comentário!

Você também vai gostar de ler

Engordei de novo depois da bariátrica, me ajuda!

Leia Mais

A vida após a retirada da vesícula

Leia Mais

Você pensa o que você come

Leia Mais